Para a maioria das pessoas vacinadas contra a Covid-19, a infecção pela variante Ômicron do novo coronavírus provoca quadros semelhantes a um resfriado comum, com sintomas respiratórios leves.

Contudo, alguns sinais menos comuns não podem ser ignorados, entre eles estão os desconfortos gastrointestinais. Entre os sintomas já relatados aos médicos de pacientes com a infecção, estão diarreia, dores de estômago, mal-estar ou perda de apetite.

Na última semana, as buscas por “dor de estômago Covid-19” e “dor de estômago é um sinal de Covid?” aumentaram mais de 100% e 70%, respectivamente, no Reino Unido, segundo dados do Google Trends. Atualmente, a Ômicron é a variante dominante no território.

Dados do aplicativo epidemiológico Zoe Symptom Study App, uma das principais ferramentas que registram e analisam os dados de pacientes da Covid-19 no país, também mostram o aumento expressivo de pessoas relatando sintomas nas últimas semanas.

Os sintomas gastrointestinais, incluindo náuseas e vômito, já foram descritos em estudos como sinais da infecção da Covid-19 por outras variantes. “Embora a Ômicron possa estar associada a sintomas gastrointestinais, as taxas não são mais altas do que vimos com a Delta, e um ou mais outros tipos de vírus provavelmente estão circulando na população no momento”, disseram especialistas do aplicativo ao jornal britânico.

Fonte: tnh1

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem