Que a gasolina está cara, não é novidade. 

Os preços saltaram quase 50% no ano passado e, mesmo com alguns recuos neste início de 2022, continuam salgados para o consumidor. Além da inflação, os motoristas também enfrentam uma disparidade nos preços, tanto dentro da mesma cidade como entre municípios distintos.

No Ceará, o litro da gasolina pode variar mais de R$ 1. A cotação mínima do combustível, conforme dados do levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo) da semana passada, é de R$ 6,15 o litro, valor registrado em Fortaleza.

FORTALEZA E ITAPIPOCA

Já o preço mais elevado foi encontrado em Itapipoca, onde a gasolina chega a ser vendida por R$ 7,23. Trata-se de uma diferença de R$ 1,08. Para ilustrar mais claramente o impacto, um consumidor, ao encher o tanque de um veículo convencional, gastaria R$ 54 a mais abastecendo em Itapipoca, em comparação com Fortaleza.

Até mesmo dentro do mesmo município, as variações podem ser significativas. No caso da Capital, conforme os dados da ANP, o desvio chega a R$ 0,72, o que pode representar R$ 36 a mais ou a menos na hora de completar o tanque. Esse dado, inclusive, reforça a importância da pesquisa de preços por parte dos consumidores.

CONFIRA PREÇOS DA GASOLINA 

Município            Média Mínima       Máxima

Caucaia                    R$ 6,45 R$ 6,27       R$ 6,49

Crato                    R$ 6,62 R$ 6,59       R$ 6,69

Fortaleza                    R$ 6,50 R$ 6,17       R$ 6,89

Iguatu                    R$ 6,98 R$ 6,98       R$ 6,99

Itapipoca                    R$ 7,22 R$ 7,22       R$ 7,23

Juazeiro do Norte    R$ 6,51 R$ 6,15       R$ 6,79

Limoeiro do Norte    R$ 6,99 R$ 6,98       R$ 6,99

Maracanaú            R$ 6,38 R$ 6,19       R$ 6,47

Quixadá                    R$ 6,69 R$ 6,69       R$ 6,69

Sobral                    R$ 6,98 R$ 6,89       R$ 6,99


Se sua cidade está com o combustível acima desses valores mande-nos imagens para que possamos divulgar.

Informações: Diário do Nordeste

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem