"A nossa liberdade será defendida a qualquer custo", afirmou o chefe do Executivo a apoiadores

Em visita à cidade de Caicó (RN) na noite desta 3ª feira (8.fev), o presidente Jair Bolsonaro (PL) acenou para apoiadores enquanto passava por ruas da cidade de carro e, posteriormente, a pé, e discursou para uma multidão num espaço montado para recebê-lo. Em sua fala, o presidente abordou a defesa pela liberdade e agradeceu os votaram nele em 2018.

 "É uma satisfação, um orgulho muito grande de estar aqui, acompanhado de pessoas maravilhosas, como o nosso prezado ministro [do Desenvolvimento Regional] Rogério Marinho e o deputado [federal Eliéser] Girão [PSL-RN]. Estamos de passagem, mas conversar com o povo, estar ao lado de vocês, não tem preço. E mais ainda: colírio para os nossos olhos são as cores verde e amarela que estão estampadas em cada um de vocês. Tenha certeza, pode ter certeza, a nossa liberdade será defendida a qualquer custo. Agradeço a Deus pela missão e a muitos de vocês que acreditaram em nosso nome em 2018. O que mais nós queremos é servir a nossa pátria, é servir a esse povo maravilhoso que são vocês. Muito obrigado pela oportunidade. Confesso, amanhã a gente continua por aqui, mas já estou sentido saudades. Um abraço para todo mundo", disse Bolsonaro.

Em determinado momento, enquanto discursava, e ao final da fala, o público começou a gritar "mito". A palavra foi entoada por populares quando Bolsonaro caminhava por uma rua da cidade também. Antes de sua fala, no mesmo espaço, o ministro Rogério Marinho pontuou: "Bolsonaro é uma pessoa simples. É uma pessoa que se identifica com a população. E, ao contrário daqueles que prometeram, ele está trazendo, está cumprindo, está realizando. Parabéns, Bolsonaro, muito obrigado pela transposição do [Rio] São Francisco. O povo de Caicó, do Rio Grande do Norte, lhe abraça. Deus abençoe a todos".

No local dos discursos, antes que começassem, um jingle sobre o presidente tocava e um telão exibia imagens de eventos dos quais ele participou, do momento em que foi esfaqueado por Adélio Bispo em 2018 e de uma de suas internações, entre outras coisas. Aliados e apoiadores querem demonstrar força na região, a qual Bolsonaro sabe ser um reduto petista.

Veja imagens de Bolsonaro em Caicó:

Fonte: sbtnews.com.br

Por: Nathalia Fruet - Enviada especial

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem