O diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa, Sérgio Ricardo Faustino Batista, 54, foi encontrado morto na noite de ontem no edifício-sede do banco estatal, em Brasília. Segundo informações da PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal), o diretor foi encontrado já sem vida na parte externa do prédio. De acordo com a corporação, o caso está em investigação pela 5ª DP (Delegacia de Polícia) e a ocorrência é tipificada, preliminarmente, como suicídio.

Por meio de nota, a Caixa manifestou pesar pela morte do funcionário. "Nossos sinceros sentimentos aos amigos e familiares, aos quais estamos prestando total apoio e acolhimento. O banco contribui com as apurações para confirmar as causas do ocorrido", disse o banco estatal.

Segundo o site Metrópoles, a PF (Polícia Federal) foi comunicada da ocorrência. O UOL também procurou a corporação, que informou que o caso é investigado somente pela Polícia Civil.

A diretoria até então comandada por Batista foi a responsável por receber as denúncias de assédio sexual contra o ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães —ele nega essas acusações. Além de investigar condutas de cunho sexual dos funcionários, o órgão também apura casos de abuso de poder, discriminação, corrupção, lavagem de dinheiro e nepotismo, por exemplo. Uma vez recebidas essas denúncias, elas são encaminhadas à Corregedoria do banco.

Portal UOL

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem