Suspeito entrou em luta corporal, roubou arma e atirou contra agente antes de ser baleado e morto por PM que passava pelo local

O homem que matou dois policiais rodoviários federais, na manhã desta quarta-feira (18), em Fortaleza, no Ceará, foi identificado por necropapiloscopia - procedimento que consiste em realizar a identificação de pessoas mortas por meio das impressões digitais. 

Segundo a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), ele foi identificado como Antônio Wagner Quirino da Silva, de 31 anos. Ele não possuía antecedentes criminais, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O caso ocorreu na BR-116, no bairro da Cidade dos Funcionários. Os policiais rodoviários trabalhavam na rodovia quando foram retirar um homem em situação de rua que transitava entre os carros, com risco de ser atropelado. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal no Ceará, o homem resistiu à abordagem e entrou em luta corporal contra os policiais. Antônio Wagner tirou a arma de um dos policiais e atirou contra os agentes, que não resistiram e morreram no local. 

Um policial militar que estava de folga e passava pelo local atirou contra Antônio Wagner, que também morreu. 

Os policiais rodoviários foram identificados como Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, 43 anos, e Márcio Hélio Almeida de Souza, 53 anos. Márcio era casado e deixa um filho. Raimundo também era casado e deixa duas filhas. 

A PRF informou que apura o caso em conjunto com as demais forças de segurança responsáveis. Um gabinete de crise foi criado para acompanhar a ocorrência. 

Fonte: SSPDS

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem