Animal teve ferimentos nas patas e foi socorrido para uma clínica veterinária, em seguida foi encaminhado para um lar temporário.

Um idoso de 64 anos foi preso suspeito de cometer crime ambiental contra um cachorro nesta terça-feira (15) no município de Pentecoste, interior do Ceará. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o animal amarrado com uma corrente no pescoço enquanto é arrastado pelo homem que trafegava em alta velocidade em uma motocicleta no Bairro 15 de Novembro.

As imagens mostram o cão correndo atrás da motocicleta, mas em seguida ele se deita no asfalto e mesmo assim continua sendo puxado pelo homem que estava na garupa da moto. Testemunhas que filmaram a ação repreenderam a atitude do agressor e acionaram a polícia.

De acordo com a Polícia Militar, após realizar buscas na região, o suspeito foi localizado, preso e encaminhado para a Delegacia Regional de Itapipoca onde foi autuado em flagrante por crime ambiental.

O cão foi localizado com lesões nas patas e encaminhado a uma clínica veterinária. Após ser atendido, o animal foi encaminhado para um lar temporário.

O que diz a Lei?

Conforme alteração advinda com a Lei Sansão (Lei nº 14.064/2020), o crime ambiental tem previsão de pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, número de WhatsApp por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.


Fonte: G1 Ceará - #pentecoste #ceará #policial #proteçãoanimal

Envie um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem